YES, WE CRÉU | F/Nazca

Não poderia deixar passar em branco o anúncio de oportunidade criado pela F/Nazca para o Clube de Criação do Rio de Janeiro. A frase yes, we créu deu o que falar. Confira o anúncio.

yes we creu

Parabéns Rio de Janeiro e parabéns Brasil.


Publicado: 04 outubro 2009
Compartilhe:
 
 

Comentários via Facebook

11 Comentários via blog

  1. Marcelo Petter de Vargas
    5. outubro 2009 um 11:03

    Hilário, bem sacado. Nas letras pequenas, uma boa lição de espírito desportivo e diplomacia pro “Obamis”.

  2. Tiago F
    5. outubro 2009 um 11:30

    Seria uma grande sacada, se fossem eles que tivessem criado. Mas o ótimo “yes, we créu” já rolava no twitter momentos depois da escolha da cidade-sede.

    Por isso, fico com a impressão que esse anúncio foi mais “oportunista”, do que propriamente de “oportunidade”.

  3. Tiago Moraes
    5. outubro 2009 um 11:50

    Olá Tiago F. Tudo bem?
    Também vi o yes we créu no twitter. Mas tb ouvi falar que quem soltou a bricadeira na rede social foi o redator da peça. No twitter dele. Então é difícil saber a real..!
    Abraços

  4. Diego
    5. outubro 2009 um 13:56

    Sério que vc acha essa peça boa? o.O

  5. Tiago Moraes
    5. outubro 2009 um 14:30

    Só acho que souberam aproveitar a oportunidade de uma maneira diferente! E pela quantidade de comentários no twitter deixei registrada no blog!

  6. Tiago F
    5. outubro 2009 um 15:23

    Tiago Moraes, caso seja verdade, parabéns para ele pois a sacada foi muito boa.

    Mas quando vi a peça ainda na sexta no CCSP, não achei. Tinha cara de Dejà Vu. Achei genial quando lançaram no twitter, mas a peça meio que já nasceu velha, sabe?

    Aliás, isso é um exemplo assustador do poder de velocidade e imediatismo das mídias sociais. A peça apareceu muito rápido no CCSP, e mesmo assim já tinha cara de velha. Incrível.

  7. Tiago Moraes
    5. outubro 2009 um 16:39

    Fala Tiago F.
    Concordo com você! Sem dúvidas. O imediatismo fez a peça nascer com cara de velha! Belo Comentário.
    Abraços

  8. Jader Rubini
    5. outubro 2009 um 16:44

    Na boa, “Yes, We Créu” é a expressão mais idiota que já vi em toda a minha vida. Em minha opinião, o anúncio sobreviveria muito bem sem essa expressão, apenas com a frase que está em letras pequenas.

  9. Pobaso
    5. outubro 2009 um 22:01

    Todo esse burburinho, para mim, só realça o sucesso da peça.
    É tão difícil pensar simples, por isso: ÓTIMO TRABALHO!

    OBS: Também não gosto de funk. Mas é o pensamento popular, minha gente! Se é “viva o Brasil” tem que ser “viva a cultura brasileira”. Fazer o quê, né?

  10. Marcelo Petter de Vargas
    7. outubro 2009 um 16:23

    Concordo com o Pobaso.

    Sinceramente, não há como desprezar uma boa sacada.
    Havendo expertise, é relativamente simples diferenciar o bom do genial. Agora, miopia publicitária, preconceito e falta de crítica, estes sim, podem ser desprezados.

  11. Alpho
    7. outubro 2009 um 17:18

    Eu curti a frase quando soube que era uma brincadeira no twitter, mas quando vi no anúncio não me agradou não. Se fosse de uma agência pequena, aposto que não teria nenhum “genial” pra essa peça.

Comentar via blog

Security Code:

podcast do putasacada
calcule o tempo de leitura
contador de caracteres
Facebook Putasacada